Serviços

Arquitetura

“Arquitetura é antes de mais nada construção, mas, construção concebida com o propósito primordial de ordenar e organizar o espaço para determinada finalidade e visando a determinada intenção. E nesse processo fundamental de ordenar e expressar-se ela se revela igualmente arte plástica, porquanto nos inumeráveis problemas com que se defronta o arquiteto desde a germinação do projeto até a conclusão efetiva da obra, há sempre, para cada caso específico, certa margem final de opção entre os limites – máximo e mínimo – determinados pelo cálculo, preconizados pela técnica, condicionados pelo meio, reclamados pela função ou impostos pelo programa, – cabendo então ao sentimento individual do arquiteto, no que ele tem de artista, portanto, escolher na escala dos valores contidos entre dois valores extremos, a forma plástica apropriada a cada pormenor em função da unidade última da obra idealizada.”

“A intenção plástica que semelhante escolha subentende é precisamente o que distingue a arquitetura da simples construção.”

“Por outro lado, a arquitetura depende ainda, necessariamente, da época da sua ocorrência, do meio físico e social a que pertence, da técnica decorrente dos materiais empregados e, finalmente, dos objetivos e dos recursos financeiros disponíveis para a realização da obra, ou seja, do programa proposto.”

“Pode-se então definir arquitetura como construção concebida com a intenção de ordenar e organizar plasticamente o espaço, em função de uma determinada época, de um determinado meio, de uma determinada técnica e de um determinado programa.”

COSTA, Lúcio (1902-1998). Considerações sobre arte contemporânea (1940). In: Lúcio Costa, Registro de uma vivência. São Paulo: Empresa das Artes, 1995. 608p.il.

“Arquitetura se refere à arte ou a técnica de projetar uma edificação ou um ambiente de uma construção. É a arte de projetar espaços organizados e criativos para abrigar os diferentes tipos de atividades humanas. Esta arte é composta pelo conjunto dos princípios, normas, técnicas e materiais utilizados pelo arquiteto, para criar um espaço arquitetônico. O arquiteto é o profissional legalmente habilitado para o exercício da arquitetura.” http://www.significados.com.br/arquitetura

Arquitetura de Interiores

Arquitetura de Interiores ou design de interiores, é uma técnica cenográfica e visual para a composição e decoração de ambientes internos vinculados aos setores comerciais, residenciais, industriais, de serviços, eventos, e exposições, abordando questões de comunicação visual, materiais, como também, desenvolvimento e exposição de produtos e vitrines, com a finalidade de conseguir melhoria na qualidade de vida.

Consiste na arte de planejar e organizar espaços, escolhendo e/ou combinando os diversos elementos de um ambiente, estabelecendo relações estéticas e funcionais, em relação ao que se pretende produzir.

O profissional harmoniza, em um determinado espaço, móveis, objetos e acessórios, como cortinas e tapetes, dentre outros, procurando conciliar conforto, praticidade e beleza. Planeja cores, materiais, acabamentos e iluminação, utilizando tudo de acordo com o ambiente e adequando o projeto às necessidades, ao gosto e à disponibilidade financeira do cliente.

Pode administrar o projeto de interiores, estabelecendo cronogramas, fixando prazos, definindo orçamentos e coordenando o trabalho de marceneiros, pintores, eletricistas e etc. 

Projetos especiais

A palavra projeto significa, genericamente, intento, desígnio, empreendimento e, em acepção, um conjunto de ações, caracterizadas e quantificadas, necessárias à concretização de um objetivo.

Embora este sentido se aplique a diversos campos de atividade, em cada um deles o projeto se materializa de forma específica.

Portanto, aqui você entrará em contato com intervenções arquitetônicas, instalações, feiras, concursos, mobiliário, dentre outros.

Muito destes projetos são conceituais, transmitindo apenas a essência do tema proposto ou imprimindo uma característica marcante do proprietário ou da propriedade.

Consultoria

Consultoria é o fornecimento de determinada prestação de serviços, em geral de um profissional qualificado e conhecedor do tema, provido de remuneração por hora ou projeto, para um deteminado cliente.”

Orlickas, Elizenda – Consultoria Interna de RH, conceitos, cases e estratégias – SP: Makron Books, 1998.