« Voltar para o blog

A integração de espaços na arquitetura

Espaço social

Solução bastante usada para quem tem pouco espaço. Com apartamentos e casas cada vez menores e a necessidade de criar ambientes que não causam sensação de enclausuramento, a solução de integrar espaços em ambientes residenciais vem sendo bastante usada na atualidade.

Os ambientes onde mais vem sendo aplicada essa tendência é a cozinha, a sala e a área social das residências, para aqueles que tem família grande e gostam de receber amigos em casa, oferecer jantares e já que a ideia de confraternização está em alta essa junção de ambientes soluciona aquele velho problema de “exclusão” do cozinheiro já que em residências tradicionais a cozinha sendo fechada essa divisão acaba por acontecer.

A descendência italiana da população brasileira também pode ser considerada bastante importante nesse método de projeto, já que culturalmente falando os italianos tem o costume de se reunir em volta da comida, do cozinheiro, aproveitando para contar os causos, falar alto, se divertir, em outras palavras confraternizar.

Porém essa solução também tem seus contras.

A cozinha obrigatoriamente tem de estar organizada e limpa já que não se pode simplesmente fechar uma porta para esconder a bagunça. Quando se está preparando o alimento, o cheiro e a gordura tem a tendência de se espalhar por todo o ambiente integrado, podendo engordurar tecidos, lustres, enfeites e mobiliário não projetados para este fim.

Para quem tem o ambiente integrado mais procura alguma maneira de criar divisões os elementos mais indicados são móveis soltos, biombos, elementos vazados (cobogós) ou até mesmo elementos pendurados que demonstrem e forcem a divisão sem atrapalhar a permeabilidade visual do ambiente.

MB6

MB5

MB3

Espaço íntimo 

Existem também a possibilidade de integração em espaços íntimos, a junção de banheiro com o closet, camarim e living com o quarto são opções bastante pedidas na hora de projetar residências. Já que trazem um ambiente mais reservado no caso do living e uma praticidade maior no caso do banheiro/closet.

“A integração é uma maneira muito legal de projetar, traz o desafio de harmonizar os ambientes e a expectativa de que o espaço seja utilizado para momentos marcantes e de felicidade dos moradores. Porém temos que lembrar que essa mesma integração vai exigir cuidados redobrados quanto a organização e limpeza do ambiente”.

MB4

MB2

MB1

Antonio Bertoni – Arquiteto e Designer de Interiores